sábado, 24/02/2024
HomeCidadesCampo GrandeANP, polícia e Procon fiscalizam irregularidades em postos de combustíveis de Campo...

ANP, polícia e Procon fiscalizam irregularidades em postos de combustíveis de Campo Grande

Data:

Segundo a ANP, as vistorias estão sendo realizadas nacionalmente para atestar a qualidade dos combustíveis comercializados.
forca-tarefa-combustivel
ANP verifica quantidade de etanol na gasolina (Foto: Procon-MS/Divulgação)

Postos de combustíveis da área central de Campo Grande são alvos de fiscalização neste fim de semana para verificar a qualidade dos combustíveis vendidos aos consumidores. A força-tarefa é coordenada pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).
Também participam da fiscalização fiscais da Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor (Procon-MS), Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Contra as Relações de Consumo (Decon) e o Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro).
Segundo a ANP, as vistorias estão sendo realizadas nacionalmente para atestar a qualidade dos combustíveis comercializados. São feitos testes para verificar o percentual de etanol na gasolina e de água no etanol e recolhem amostras para análise dos combustíveis.
Conforme os técnicos, os testes feitos com as amostras colhidas na última operação, em maios deste ano, em 53 estabelecimentos de Campo Grande, não apontaram irregularidades.
O superintendente do Procon Marcelo Salomão disse que serão verificadas as denúncias recebidas no órgão sobre as informações quanto à diferenciação de preços.
No sábado (19) nenhum dos quatro postos fiscalizados foram encontradas irregularidades, de acordo com o Procon. A equipe de fiscalização do órgão do consumidor verifica dados e visibilidade das placas informativas obrigatórias, diferenciação de preço e precificação, não cumprimento da oferta e publicidade e a validade dos produtos nos postos e nas conveniências.
Os fiscais do Inmetro fazem a análise da conformidade das bombas, verificando entre outros itens, se as instruções estão corretas, se o valor confere com o volume de combustível, se há vazamentos, volume mínimo, o comprimento das mangueiras das bombas e a vazão de litros por minuto.

Fonte: G1 MS

spot_img
spot_img