sábado, 24/02/2024
HomeAgronegócioA importância dos cuidados com seu Conjunto Industrial Frigorífico

A importância dos cuidados com seu Conjunto Industrial Frigorífico

Data:

As câmaras frigoríficas são compartimentos refrigerados, fechados e isolados termicamente.

No passar dos anos, as empresas têm percebido a grande contribuição da logística para o encarecimento, ou não, dos custos totais de produção. A conservação dos equipamentos é importante para identificar falhas no circuito, que pode ocasionar uma parada total da instalação, prejudicando a vida do produto armazenado, o que ocasiona uma quebra na cadeia de distribuição e evita que o produto chegue até o consumidor final.

As câmaras frigoríficas são projetadas para otimizar o armazenamento refrigerado conforme propriedades específicas de cada produto.

A manutenção das condições de temperatura e umidade requeridas é provida por uma unidade de refrigeração, eventualmente integrada por sistemas de aquecimento e umidificação. Cada câmara frigorífica deve ser projetada para um determinado fim, cuja carga térmica a ser retirada pelo equipamento frigorífico e o período de tempo necessário do processo são calculados criteriosamente. E sustentabilidade ambiental também é uma preocupação da Cold Line Brasil, por isso possui equipamentos que visam diminuição dos resíduos sólidos e eficiência energética.

Boas práticas para utilização das câmaras frigoríficas visando a racionalização de energia elétrica

 Assim como nos balcões frigoríficos, deve-se evitar a entrada de produtos “quentes” nas câmaras frigoríficas, a grande maioria dos projetos de câmaras frigoríficas para supermercados é para produtos “pré –resfriados” e “pré – congelados”, sendo assim, as câmaras terão apenas que conservar os produtos que necessariamente terão que entrar com a temperatura próxima àquela que deve ser mantida;

  1. Evitar ultrapassar a capacidade máxima de armazenagem dos produtos ao qual a câmara foi dimensionada;
  2. Evitar misturar os produtos a serem conservados no interior das câmaras, pois cada produto possui uma temperatura de conservação diferente do outro;
  3. Luzes internas deverão ser apagadas quando as câmaras não estiverem sendo utilizadas;
  4. As portas das câmaras devem estar fechadas o máximo possível, uma prática errada é a de deixar a porta de uma câmara frigorífica aberta por períodos longos. Esta prática não só cria problemas para o conteúdo da câmara pela entrada de ar quente e úmido, mas também provoca o acúmulo de gelo no evaporador. Por outro lado, esse gelo excessivo impede o sistema de refrigeração de funcionar com 100% de eficiência até o próximo período de degelo. Em situações onde as portas das câmaras não podem ficar fechadas, uma boa saída é a instalação de cortinas de PVC que excluirá a necessidade constante da reposição do frio, reduzindo o consumo de energia já que a perda é mínima;
  5. Evitar obstruir a circulação do ar na saída dos evaporadores, além de não garantir a uniformidade da temperatura no interior da câmara, provocará também um maior acúmulo de gelo no evaporador;
  6. Sempre observar se não há acúmulo de gelo no evaporador, havendo resistência elétrica queimada, a mesma deverá ser substituída com urgência, caso contrário poderá haver retorno de líquido na sucção do compressor;
  7. Evitar que a água do degelo fique acumulada na bandeja, para que não haja danos com o evaporador

 

Assecom

spot_img
spot_img