sábado, 24/02/2024
HomeEconomiaCom mercado imobiliário em transição, empresa procura profissionais de tecnologia e administrativo

Com mercado imobiliário em transição, empresa procura profissionais de tecnologia e administrativo

Data:

O mercado imobiliário é muito recente no País, logo precisa de estudos e estruturação para amadurecer.

O setor imobiliário, que passou por anos prósperos e agora sentem de forma latente os efeitos da crise econômica do Brasil, Schaeffer afirmou que é um segmento muito novo, com menos de 10 anos de desenvolvimento, por isso pode passar por muitas transformações até o amadurecimento.

“Do começo do Zap para cá, foi possível identificar a mudança de comportamento do consumidor. Em anos anteriores a consulta na plataforma era em sua maioria para a compra de imóveis, com proporção de 60% para aquisição e 40% para locação. Hoje a proporção é de 60% para locação e 40% para venda”.

casa

Para acompanhar todas essas mudanças e ajudar os parceiros de negócios, que são as construtoras, os corretores e as imobiliárias – que usam o canal para divulgar as oportunidades, o CEO do Zap, Eduardo Schaeffer explicou que tem criado soluções e investido em pesquisas para esse nicho.

“Não podemos deixar de qualificar o agente intermediador da venda ou da locação. Além da fácil usabilidade da plataforma, criamos pesquisas que ajudam a dar a maior quantidade de informação ao consumidor”, explicou o executivo ao comentar o despreparo de muitos profissionais de corretagem que atuam no setor.

Para isso a empresa criou o DataZap, setor de pesquisa que analisa e transforma em dados às peculiaridades do segmento imobiliário brasileiro. “Tentamos ter mais informações técnicas sobre o setor, sobre a região do empreendimento e demais dados que ajudam o consumidor na hora da escolha”.

Para o CEO do Zap, se as construtoras tivessem investido em informação de mercado, não teriam hoje tanto imóveis estocados e sem perspectiva de venda ou locação. “Ao invés de fazer lançamentos baseados na concorrência, eles deveriam ter estudado a capacidade da região. Assim teriam evitado o número grande de imóveis parados”, enfatizou o executivo.

ceo

Muitos brasileiros têm se dedicado a encontrar a tão sonhada vaga de trabalho. Com o número de profissionais a superar a marca de 14 milhões sem ocupação no País, cada oportunidade de entrevista gera uma nova expectativa de recolocação.

Angústia para os que procuram por recolocação e certa dificuldade aos que ofertam vagas de emprego , já que em muitos casos a falta de mão de obra qualificada torna o processo seletivo longo. Para tentar reverter à questão da qualificação e preencher vagas disponíveis em sua operação, o Zap Imóveis – portal imobiliário –, têm apostado em treinamentos internos para reforçar a equipe e a sua estratégia de crescimento pelo País.

A empresa que apresentou crescimento acelerado entre 2013 e 2016 de forma regional, influenciada pelo aquecimento do mercado imobiliário, da maior concessão de crédito para a compra da casa própria e da prosperidade econômica vivida pelo País, agora enfrenta um novo desafio: entender a atender ao novo consumidor.

“Passado os anos de euforia do mercado imobiliário e agora com a crise econômica, o mercado tem demandado cada vez mais por informação e conteúdo. Para dar continuidade em nosso processo de expansão, vamos ampliar quadro de funcionário baseados em três pilares”, ressaltou Schaeffer.

Os pilares mencionados pelo executivo são: desenvolvimento de produtos e serviços para atender o consumidor; ampliação e investimento de pesquisa de mercado e ferramentas de competitividade. Para isso, a empresa tem cargos abertos para programadores, cientistas de dados, arquitetos de informação, entre outras oportunidades em operações, desenvolvimento de produtos e nas áreas comercial e financeira.

Fonte: Economia IG

 

spot_img
spot_img