quarta-feira, 28/02/2024
HomeDestaqueTerceirizados da Energisa paralisam as atividades nesta quinta-feira

Terceirizados da Energisa paralisam as atividades nesta quinta-feira

Data:

Depois de dois meses de negociação quanto ao Acordo Coletivo de Trabalho deste ano, os trabalhadores da MPE Engenharia e Serviços – terceirizada da Energisa em Mato Grosso do Sul – decidiram em assembleia paralisar as atividades nesta quinta-feira, dia 22 de junho. Cerca de 60 terceirizados estão de braços cruzados e se concentram em frente à sede da empresa em Campo Grande. Em todo Estado, a empresa tem 110 trabalhadores.

Segundo o representante do sindicato da categoria (Sinergia-MS), Giovano Midon Braga, os trabalhadores estão descontentes porque não há avanço nas negociações, por isso, decidiram por um dia de paralisação: “Agora vamos aguardar uma contra proposta da empresa, caso contrário, na próxima semana, os trabalhadores vão entrar em greve”, disse Midon.

A categoria está reivindicando no Acordo Coletivo de Trabalho de 2017: reajuste salarial de 8%, vale alimentação dos atuais R$ 16,00 para R$ 20,00 por dia, plano de saúde, pagamento de 30% sobre as horas extras dos eletricistas por causa da periculosidade, entre outros pontos. No entanto, a empresa está oferecendo somente 4% de reajuste, vale alimentação de R$ 17,00 por dia (aumento de R$ 1,00) e plano de saúde com pagamento de 50% das mensalidades por parte dos trabalhadores e a coparticipação nas consultas e procedimentos. O salário pago aos profissionais da MPE Engenharia e Serviços varia de R$ 987,00 (nível 1) a R$ 1.650,00 (nível 5).

O representante dos trabalhadores, Valdoerick Alves, disse que as negociações se esgotaram sem a empresa atender as reivindicações da categoria. “O movimento de hoje é um aviso para a empresa do descontentamento dos trabalhadores. Estamos esperando uma resposta da MPE, caso contrário, podemos parar de vez o nosso serviço”, comentou Alves.

Uma assembleia dos trabalhadores já está agendada para segunda-feira, às 8 horas, quando a categoria vai avaliar se entra ou não em greve por tempo indeterminado. Com a paralisação de hoje, só em Campo Grande, a Energisa está com menos 30 equipes para atender o consumidores.

Fonte: Assecom

spot_img
spot_img